Por que o special teams dos Patriots é tão especial?

Na última terça feira (20/03), o New England Patriots anunciou a renovação no contrato de Matthew Slater, em meio a grandes perdas do elenco durante o período de free agency, a permanência de Slater deve ser muito comemorada pelos torcedores, ele comanda uma das principais forças do time nos últimos anos, o special teams, um setor que deve ser observado com mais carinho pelos fãs.

Quando listamos as principais peças do elenco de uma equipe, naturalmente citamos quarterback, running back, pass rush, cornerback, entre outros setores do time, porém um elemento quase sempre acaba meio esquecido, o special teams, um grupo com poucos nomes conhecidos pelo publico mais leigo, portanto alguns não sabem, mas o New England Patriots possui um dos melhores grupos de special teams da NFL.

Um dos principais destaques do Patriots durante a temporada regular de 2017 foi o excelente trabalho realizado pelo special teams, cada peça do grupo realizou com excelência as suas funções, desde os punts chutados por Ryan Allen, que geralmente obrigavam o time adversário a começar campanhas de costas para a parede, até a capacidade de bloquear field goals em momentos importantes.

Todo esse ótimo trabalho é coordenado hoje por Joe Judge, técnico de special teams dos Patriots desde 2012, além de contar de perto com a supervisão do head coach Bill Belichick, ele que em varias entrevistas já afirmou ser obcecado por special teams, um dos primeiros trabalhos de Belichick na NFL foi como auxiliar técnico de special teams no Detroit Lions, lá viu a evolução estratégica desse setor, pois no início funções como punter, long snapper e kicker eram exercidas por jogadores improvisados, muitas vezes por causa de seu biotipo, dessa forma nosso  head coach viu essas funções crescerem em grau de importância dentro dos times e até hoje os valorizam como nenhum outro técnico da liga.

special team patriots

 

Nos últimos dez anos, os Patriots ficaram nove vezes entre os melhores grupos de special teams da NFL, durante esse período é possível acompanhar como foi construído um elenco sólido com grandes nomes, começando com a chegada do kicker Stephen Gostkowski em 2006, com o difícil dever de substituir o seu grande antecessor Adam Vinatieri; Matthew Slater em 2008, hoje o capitão do special teams e um líder respeito pelos jogadores dentro e fora de campo; Nate Abner em 2012, uma das maiores referências do setor, graças a sua combinação de força e agilidade, conquistada em sua experiência com Rugby; o punter Ryan Allen em 2013, uma maquina de punts, com uma media incrível em média de jardas percorridas por chute, sem dúvida um dos melhores da liga; o long snapper Joe Cardona em 2015, selecionado na quinta rodada do draft. Para a temporada 2018 o crescimento do grupo não para, teremos como reforço com a chegada de Cordarrelle Patterson para a função de retornador, com a função de tirar um pouco o peso e o risco nos retornos de Julian Edelman.

Mesmo sendo um grupo pouco falado durante as temporadas, sempre podemos esperar que eles aprontem alguma coisa, desde um fake punt, até um bloqueio de field goal, por esse motivo é importante lembrar que o Patriots possuem mais uma arma poderosíssima que nunca deve ser esquecida.

Texto feito pelo Colaborador Filipe Borges.