Patriots joga mal e perde para os Jaguars na segunda partida da temporada

 No domingo os Patriots sofreram sua primeira derrota na temporada frente ao Jacksonville Jaguars, desesperador para muitos torcedores, normal para outros.

 Mais uma vez logo no início da temporada os Patriots sofrem uma derrota jogando mal, como já ocorreu contra os Chiefs na abertura da temporada passada e também na semana 4 em 2014 no famoso jogo do “acabou a dinastia”.

 Em ambas as temporadas o resultado foi o mesmo: Super Bowl (calma não estamos querendo dizer que está tudo certo ou algo parecido).

 Mudanças precisam ser feitas, especialmente quando enfrentarmos bons times fora de nossos domínios. Os Patriots erraram sim em todas as áreas do jogo e precisam aprender com seus erros ou vão passar por aperto contra Lions, Dolphins (sempre um jogo perigoso em Miami), e mesmo em casa contra Packers e Vikings, além de outros adversários.

  Uma defesa que não impõe respeito passa por apertos, como vimos na temporada passada, o problema é que o ataque que conseguia se sobrepor aos erros defensivos não é o mesmo da temporada passada, sentimos a falta de Edelman? Sim , mas também faltam Amendola e Cooks, o ataque pode engrenar, podem chegar novos jogadores e também já fomos longe com recebedores piores, mas e dessa vez será que vai ser igual?

 Mas o que deu errado?

Lesões:

  Os Patriots perderam Trey Flowers com uma concussão o que dificultou a vida da defesa principalmente ao tentar colocar pressão em Blake Bortles que correu 4 vezes para 26 jardas, e também dificultou muito a tentativa de parar o jogo terrestre, T.J Yeldon correu 10 vezes para 58 jardas.

 Patrick Chung também não retornou para os últimos dois quartos com uma concussão.

Defesa em terceiras descidas:

 Os Jaguars converteram 9 de 13 terceiras descidas um total de 69%, assim não tem como ganhar uma parida, mesmo com os Patriots forçando dois turnovers (fumble e interceptação) no final não foi o suficiente.

Sem jogo terrestre:

 O jogo terrestre dos Patriots mais uma vez não existiu, a média foi de 3.4 jardas por carregada. Sony Michel fez sua estreia finalmente após lesão, o jogador terminou com 2 passes recebidos para 7 jardas (teve um drop quando estava sozinho), além de 10 corridas para 32 jardas, uma partida discreta o que já era esperado devido a ser sua primeira partida e contra uma das melhores defesas da liga, vamos ver como vai ser o desenvolvimento do jogador ao longo da temporada, mas  ainda assim foi o melhor running back dos Patriots na partida correndo com a bola.

Rex Burkhead teve 6 corridas para 22 jardas.

Sem cobertura nos passes:

 Os linebackers dos Patriots não conseguiram parar os recebedores em rotas cruzadas ao longo da partida, Eric Rowe teve uma partida desastrosa sendo batido 3 vezes em 3 tentativas de passes em sua cobertura sendo uma delas para touchdown.

 Gilmore foi um dos poucos jogadores de defesa com certo destaque, forçou um fumble e se jogou em Bortles para impedir uma conversão de terceira descida.

Gostkowski erra field goal:

 Logo na primeira campanha o kicker dos Patriots teve a oportunidade de colocar três pontos no placar mas errou um field goal de 52 jardas, era longo mas o que se percebe é que o torcedor dos Patriots já não confia mais tanto no jogador.

Quarta descida para polegadas:

 Com os Patriots atrás no placar, com cerca de metade do último quarto pela frente, Bill Belichick preferiu chutar o punt ao invés de arriscar em uma quarta descida, o treinador foi conservador, respeitou a defesa e se deu mal, na campanha seguinte os Jaguars selaram a vitória com um touchdown.

 Cedo para desespero, mas as coisas precisam ser corrigidas em New England e se tem alguém capaz de fazer isso é Bill Belichick.