Home >> Draft,Home,Nação Patriots Brasil,Offseason,Opinião dos Editores,Patriots Brasil,Temporada 2018 >> O que a troca de Cooks significa para os Patriots

Como todos os torcedores sabem Bill Belichick está sempre pensando no próximo passo.

Na terça-feira, os Patriots trocaram o wide receiver Brandin Cooks e uma escolha de quarta rodada para os Rams por uma escolha na primeira rodada (No. 23 no geral) e uma escolha na sexta rodada.  E o pensamento dos torcedores dos Patriots logo após foi, qual é o próximo passo?

Embora a troca tenha sido um pouco surpreendente, a equipe saiu ganhando com a troca ao conseguir uma boa escolha na primeira rodada com um jogador que seria free agent após a temporada de 2018 e que os Patriots não seriam capazes assinar um novo contrato devido ao valor que Cooks gostaria de receber (basta olhar para o dinheiro que os wide receivers receberam nesta offseason).

Como fica a situação dos recebedores para a temporada

A partir de agora, a equipe conta com Julian Edelman, Chris Hogan, Cordarrelle Patterson, Malcolm Mitchell, Kenny Britt, Phillip Dorsett, Matthew Slater, Riley McCarron e Cody Hollister. 

Os Patriots não precisam buscar outro wide receiver veloz

Com Cooks fora, não significa necessariamente que a equipe precise buscar outro recebedor de velocidade para passes em profundidade. Temos a volta de Edelman e Mitchell e com Britt e Dorsett com toda a offseason pela frente para se encaixar no sistema os Patriots devem conseguir manter sua competitividade ofensiva sem problemas. Também abre-se uma porta para os Patriots prepararem um wide receiver caso tragam alguém via draft. Com a saída de Cooks abre-se uma vaga no roster para um novato que pode ser trabalhado.

Odell Beckham Jr nos Patriots?

Uma troca envolvendo Odell Beckham Jr. não faria sentido algum. De fato, a situação dele é exatamente a mesma pela qual Cooks foi negociado. Ambos os jogadores têm o mesmo contrato, estão no último ano de seus contratos de calouros e receberão contratos gigantescos na próxima temporada. Desistir de várias escolhas na primeira rodada do draft para trazer Beckham sedento por dinheiro não é algo que Belichick faria.

Situação de Gronkowski após a troca

Com a troca também deve acabar qualquer especulação que a franquia estaria negociando Rob Gronkowski, como Adam Schefter da ESPN, já reportou, com a troca de Cooks fica praticamente certo o retorno de Gronk em 2018.

Como fica o draft

Após a troca, os Patriots agora têm quatro escolhas nas duas primeiras rodadas (duas em cada) – números 23, 31, 43 e 63 no geral. Isso dá muitas opções no draft e sem dúvida é a melhor situação dos Patriots em termos de escolhas em toda a era Belichick.

Se tiver algum jogador que ele goste no draft agora ele tem a opção de fazer trocas para subir de posição. Belichick também pode manter as escolhas e deixa-las como estão e selecionar quatro jogadores de qualidade.

Se Belichick decidir manter as escolhas 23 e 31, aqui estão alguns jogadores que os Patriots podem selecionar com essas duas escolhas: Harold Landry (edge), Sam Hubbard (edge), Rashaan Evans (Linebacker), Justin Reid (Safety), Leighton Vander Esch ( Linebacker), Lorenzo Carter (edge), Hayden Hurst (Tight End), Kolton Miller (linha ofensiva), Christian Kirk (Wide Receiver) e Mike McGlinchey (linha ofensiva). Adicionar dois desses jogadores ao roster dos Patriots seria um grande negócio para a temporada de 2018.

Patriots não estão necessariamente subindo no draft para pegar um quarterback

Muitos vão especular que Belichick está de olho em um quarterback, mas  não é necessariamente o caso, já que o time tem várias outras necessidades, especialmente na defesa. Os Patriots ainda podem conseguir um bom quarterback para ser trabalhado nas rodadas intermediárias do draft. Além disso para subir no draft os Patriots teriam que fazer algo como o que os Jets fizeram, quando deram as escolhas número 37 e 49 para os Colts no draft desse ano mais uma escolha de segunda rodada no próximo para subir da 7ª escolha para a 3ª no draft, algo difícil de Belichick fazer.

Espaço no cap após a saída de Cooks

Com a troca de Cooks agora os Patriots tem mais de US $ 14 milhões de espaço no cap e podem trazer novos jogadores.

Conclusão

A troca de Cooks foi um grande negócio em termos de valores para os Patriots. Belichick conseguiu uma boa escolha na primeira rodada com um jogador que certamente não permaneceria na franquia no próximo ano.

Cabe agora a Belichick usar as armas que ele tem (quatro escolhas nas duas primeiras rodadas) para tornar a equipe de 2018 a melhor possível, e com certeza esse draft será o mais interessante dos últimos anos para o torcedor dos Patriots.

Tags :

the author

André Morais, professor de tênis, formado em educação física bacharelado, admin da página Nação Patriots Brasil no Facebook, Youtube e Instagram, aficionado pela NFL desde que ganhou seu primeiro Madden em 2000, torcedor dos Patriots desde 2001 quando viu um certo QB hoje chamado de G.O.A.T arrasar defesas adversárias, 30 anos. Pato Branco - PR

Comentários

Top