Home >> Draft,Free Agency,Home,Nação Patriots Brasil,Offseason,Opinião dos Editores,Patriots Brasil,Temporada 2018 >> Como os Patriots podem substituir Nate Solder via draft

Olhando o roster dos Patriots e os jogadores contratados até o momento, nota-se que a grande questão ainda não resolvida, é a de quem será o substituto de Nate Solder como left tackle e porque não dizer guarda-costas de Tom Brady. Será que os Patriots podem conseguir um bom nome no draft tendo a penúltima escolha na primeira rodada?

À medida que o tempo vai passando, parece ficar claro que uma solução a longo prazo para a posição não poderá ser encontrada na free agency e sim via draft.

Patriots na era Belichick draftando left tackles

Durante a era Belichick os Patriots tiveram bastante sucesso quando precisaram encontrar left tackles no draft, mas não precisaram fazer isso por um bom tempo, Nate Solder foi escolhido na primeira rodada no draft ainda em 2010 e  seu antecessor Matt Light foi escolhido na segunda rodada do draft de 2001.

Left tackles draftados nos últimos anos na primeira rodada do draft

A classe da linha ofensiva deste ano não é considerada uma das mais fortes  e promissoras quando comparada com as dos drafts mais recentes, então se os Patriots quiserem encontrar seu novo left tackle, eles provavelmente precisarão usar uma de suas primeiras escolhas, a de número 31 ou a de número 43 no geral.

Desde 2013, 20 offensive tackles foram selecionados na primeira rodada do draft e todos eles foram titulares em suas equipes por pelo menos uma temporada, com Eric Fisher sendo titular no Kansas City Chiefs por todos os cinco anos desde que foi selecionado como primeira escolha geral no draft de 2013.

O draft do ano passado é um bom exemplo do que os Patriots devem buscar esse ano na posição.

O Denver Broncos draftou Garett Bolles na escolha número 20 no geral e ele foi titular em todos os 16 jogos da equipe atuando como left tackle. O New Orleans Saints draftou Ryan Ramczyk com a escolha número 32 no geral (escolha que pertencia aos Patriots e que foi trocada por Brandin Cooks) e ele começou todos os 16 jogos por vezes atuando no lado esquerdo e em outros no lado direito da linha ofensiva.

Isso mostra como novatos draftados na primeira rodada podem chegar e já causar impacto atuando na posição.

Fora o draft do ano passado, nos anos anteriores a maioria dos offensive tackles foram escolhidos nas rodadas iniciais do draft.

Entre 2013 e 2016, apenas dois tackles foram selecionados em escolhas acima da número 20 na primeira rodada – Cedric Ogbuehi e D.J. Humphries – ambos em 2015. Ogbuehi jogou apenas em cinco jogos como novato, mas depois em 14 partidas em cada uma das duas últimas temporadas, tendo começando como titular em 25 dos 28 jogos. Humphries não jogou em 2015 e foi a única escolha de primeira rodada a ficar inativo para todos os jogos nessa temporada, mas após tornou-se titular.

Tackles escolhidos na segunda rodada do draft

Na segunda rodada do draft, nos últimos anos não tivemos tantos tackles sendo selecionados. Desde 2013, apenas 10 tackles foram selecionados e apenas um nos últimos dois anos, embora seja importante dizer que Cam Robinson, selecionado pelos Jaguars na escolha No. 34 no geral do ano passado, foi titular em 15 jogos.

Nomes para ficar de olho no draft

Draftar um left tackle e ele já iniciar sua primeira temporada como titular causando impacto na equipe é possível, mas não é algo que muitas equipes optem em tentar.

Há três nomes para ficarmos de olho nesse draft – Kolton Miller, da UCLA, Mike McGlinchey, de Notre Dame, e Connor Williams, do Texas. Miller tem sido o jogador mais ligado aos Patriots e que se estiver disponível quando os Patriots estiverem no relógio não seria nenhuma surpresa se fosse o escolhido.

Nomes no elenco atual

Também é importante lembrar  que os Patriots acabaram de assinar com o veterano Matt Tobin como um seguro para o caso de um novato não estar pronto para jogar. Outras opções no elenco incluem Andrew Jelks (não jogou nos últimos dois anos), Cole Croston (não é realmente um tackle) e Tony Garcia (foi liberado para jogar football novamente na terça-feira depois de ficar afastado da última temporada por ter coágulos de sangue em seus pulmões).

No momento dos nomes dentro do elenco Tobin a opção mais viável.

Encontrar  um substituto para Solder via draft é algo que pode ser feito, mas não é garantido e que tão pouco será fácil.

the author

André Morais, professor de tênis, formado em educação física bacharelado, admin da página Nação Patriots Brasil no Facebook, Youtube e Instagram, aficionado pela NFL desde que ganhou seu primeiro Madden em 2000, torcedor dos Patriots desde 2001 quando viu um certo QB hoje chamado de G.O.A.T arrasar defesas adversárias, 30 anos. Pato Branco - PR

Comentários

Top