Após as seis primeiras partidas da temporada os Patriots estão 4-2 na temporada e em primeiro lugar na AFC East, mas ainda há um longo caminho a percorrer.

A cada temporada os Patriots enfrentam algum problema que faz seu torcedor ficar com o pé atrás, na temporada passada por exemplo foi a troca de Jamie Collins no meio da temporada e logo após a derrota para o Seattle Seahawks em casa, porém após esta derrota os Patriots emplacaram 10 vitórias seguidas (7 na temporada regular e 3 nos playoffs) que culminaram com a conquista do Super Bowl LI. Como Belichick gosta de frisar “uma coisa é como a equipe se comporta em setembro e outubro, outra diferente é como ela se comporta em novembro e dezembro”, porém apesar deste histórico e das palavras de Bill, parece que nesta temporada há mais coisas para se corrigir do que nunca.

Na conferencia de imprensa dada por Belichick no último domingo ele falou que é “incompreensível” esperar que o time esteja 100% pronto já na semana 6, o que é verdade , porém o que todos tem estranhado é que os Patriots nunca tiveram em uma temporada tanto problemas sem corrigir até a semana 6.

Ainda há muito pela frente até os playoffs e os Patriots estão bem com uma campanha 4-2, nesta temporada tudo está muito equilibrado e não há uma equipe se destacando atualmente, todos os 32 times tem algum problema precisando ser corrigido.

Bem vamos tentar listar alguns aspectos ofensivos e defensivos que precisam ser mudados para o resto da temporada.

Ataque

Muito vão achar loucura criticar o melhor ataque da NFL, se formos analisar em números não parece ser tão louco assim, e fica claro que há pontos que necessitam de melhora.

A linha ofensiva protegeu melhor Tom Brady na última partida do que no resto da temporada (0 sacks e 4 hits), o número de hits que Brady vinha sofrendo era muito preocupante. Mesmo com apenas esses 4 hits da última partida se formos somar ele sofreu um total de 37 e está lidando com uma torção em sua articulação AC em seu ombro, sim visivelmente na última partida dava para ver que ele ainda sentia algum desconforto, se continuar tomando tantos hits é bem possível que não consiga jogar todos os 16 partidas da temporada ou que não chegue em seu melhor estado na pós temporada.

Uma das maneiras de ajudar a limitar estes hits é estabelecer mais o jogo terrestre. Em seis partidas os Patriots lançaram a bola em 44% das jogadas na temporada passada, não é como se a equipe não tivesse seus “cavalos” no backfield. Mike Gillislee e Dion Lewis tem potencial para fazerem dos Patriots um dos times mais perigosos no jogo terrestre, pois cada um tem um estilo diferente e bastante eficaz, fazendo esse ataque perigoso e imprevisível para as defesas. Lewis liderou as últimas duas partidas e fez com que os Patriots tivessem as suas duas melhores marcas no jogo terrestre na temporada. É incrível e muitas vezes incompreensível o motivo pelo qual Josh McDaniels se afasta do jogo terrestre em algumas situações da partida assim que a equipe fica atrás do placar, o que tem acontecido mais nesta temporada do que nos últimos anos. Executar mais o jogo terrestre não só ajudara a proteger Brady, mas também ajudará este ataque a produzir mais.

Como um todo apesar de ser o melhor da NFL esse ataque ainda se mostrou inconsistente. Ele mostrou alguns flashes do que pode vir a ser e do que todos esperam que seja, mas há algumas escolhas e jogadas que precisam ser corrigidas, especialmente situações curtas de terceiras descidas. Os Patriots tiveram três three-and-outs em 16% dos seus drives nesta temporada (não inclui se ajoelhar com a bola), incluindo três em cada um dos dois últimos jogos. Por outro lado os Patriots marcaram touchdowns em 22% de seus drives. Por tão bom que pareça ser o ataque dos Patriots e ele é, 16% é um número muito alto de three-and-outs, o ataque precisa ser mais consistente.

O ataque não tem terminado as partidas de uma forma consistente, no último quarto das partidas os Patriots tiveram 5,2 pontos por partida, 18ª marca da NFL. Por outro lado, eles tem em média 18,5 pontos nos primeiros dois quartos das partidas, o melhor da NFL. Nas últimas três posses de bola que os Patriots tiveram nas partidas neste ano eles puntearam a bola 11 vezes em 18 (17%). Belichick sempre prega que é uma partida de 60 minutos e o ataque não tem jogado seu melhor todo o tempo de jogo.

Defesa

Essa sim é fácil criticar, alias já há muito tempo é falado que a temporada não começa de verdade até os torcedores dos Patriots criticarem sua defesa.

Permitir big plays, este tem sido o problema da defesa dos Patriots ao longo desta temporada. Com apenas 6 partidas esta unidade cedeu 31 jogadas de 20 jardas ou mais. Se manter este ritmo chegará a marca de 83 no ano, sendo que na temporada passada permitiu apenas 56 (lembra quando você criticava aquela defesa ano passado? Está com saudades agora não?). A principal causa de tantas jardas cedidas tão facilmente tem sido a falta de comunicação entre os jogadores, o que tem melhorado nas últimas duas semanas. Historicamente as defesas dos Patriots são conhecidas por não ceder muitas big plays o que tem tornado esta temporada tão preocupante. Eliminar estas big plays é um caminho longo para esta defesa como um todo, que continua como número 30 da NFL em pontos permitidos por partida.

Outro problema desta defesa é a falta do pass rush, é uma defesa que não consegue pressionar nem chegar tanto como deveria no quarterback adversário. Os Patriots tem 16 sacks a 16ª melhor marca da liga. Em algumas situações os QBs tem cinco ou mais segundos par lançar a bola, ai não tem secundária que aguente, e o que ocorre com isso? big plays, especialmente em terceiras descidas. Nesta temporada os Patriots pararam seus adversários em 43% das tentativas em terceiras descidas número 26 na NFL. Com isso nossa secundária parece ser pior do que realmente é, levando o torcedor a fúria nas partidas. Vale lembrar que nestas primeiras seis partidas jogamos contra alguns dos QBs mais móveis da NFL o que leva a falta de pressão em algumas situações.

A defesa também tem tido problemas cobrindo running backs fora do backfield. Isto acontece porque os linebackers dos Patriots estão lentos nas suas coberturas. Isso deve melhorar um pouco com a volta de Shea McClellin que voltou aos treinamentos e poderá jogar contra os Broncos na décima semana. No geral a defesa dos Patriots luta contra a velocidade, já que seus jogadores estão lentos e não conseguem acompanhar os running backs.

As faltas também tem sido um problema nesta temporada, com seis partidas a defesa dos Patriots teve 15 penalidades para um total de 149 jardas. Na temporada passada nas seis primeiras partidas os Patriots tiveram apenas 10 faltas para 101 jardas. Não há nada mais frustrante do que parar o adversário mas a jogada não valer por causa de uma penalidade. Isso já aconteceu muitas vezes com esta defesa nesta temporada.

 

the author

André Morais, professor de tênis, formado em educação física bacharelado, aficionado pela nfl desde que ganhou seu primeiro Madden em 2000, torcedor dos Patriots desde 2001 quando viu um certo QB hoje chamado de G.O.A.T arrasar defesas adversárias, 30 anos. Pato Branco - PR

Comentários

Top